quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

...de volta ao Mistério,

Sei exatamente o que sinto por você, e se pudesse te diria todos os dias. Não digo, principalmente, por você achar que estou falando besteira. Sinta-se feliz por ter alguém que gosta tanto assim de ti. Mesmo sabendo que não existe ninguém perfeito, que você cultiva vários defeitos, o que mais me incomoda, é o fato de saber que não gostas de mim.
Já suportei várias coisas mas, saber que não queres mais ficar comigo, não dá.
Daqui uns dias, vou poder te dar o que você quer, só preciso de um tempo pra deixar morrer esse sentimento e parar de querer que tudo isso seja mais que uma amizade.
Ficar distante não seria o bastante mas, é o que devemos fazer, só assim as coisas virão a melhorar. Quero ver se sentirei sua falta, e você também, veja se sente saudades.
Se nos afastarmos será bom...
Saiba que foi muito bom...
Se não conseguirmos, e a saudade apertar, rezarei por você.
A estrela azul sempre deve ficar ao lado da vermelha!

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

E o brilho, onde está?

Como continuar sem motivos? Sem incentivo? Sem brilho?
Me pergunto como continuar....
O brilho...aaaa, o brilho é essencial nessas horas..e onde está?
Alguém aí sabe?
Motivos me sobram, me restam mas não me completam...
Os incentivos apenas me restam..
E o brilho onde está? Onde está?
É não fazer de um viver um morrer
É preciso pra estar, nunca apagar
Simplesmente, voltar a brilhar!

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Eu acreditava...

São 7hs da manhã e ainda não consegui pegar no sono, mas, agora já estou conseguindo colocar meus pensamentos em ordem, e vejo o quanto fui injusto com você. Ainda não sei direito como vou escrever tudo que eu gostaria de te falar, talvez, porque dessa vez eu esteja sendo vítima de impulso, este dominado pelo desejo de acertar dizendo tudo com as palavras certas e, principalmente, da maneira certa, sem que com isso eu acabe por provocar dúvidas e até mesmo mágoas.
Gostaria que meus sentimentos fossem, de certa forma, algo aberto e transparente, para que as pessoas soubessem exatamente o que se passa comigo, mas, é como você mesmo já sabe, não sou muito bom com explicações, principalmente no que se refere a isso.
Sempre acreditei que ganharia em dobro o que desejasse ao outro de bom, mas, hoje aprendi que as coisas não funcionam exatamente como nós idealizamos. E quando há sentimentos envolvidos então?
Não podemos querer que o outro tenha os mesmos pensamentos e atitudes que nós teríamos em relação a algo ou alguém.
Sendo assim, entendo que não tenhas culpa de não sentir por mim o mesmo que sinto por você e, isso é algo que jamais pode ser cobrado, mas, sei que, no fundo, você gosta de mim ou, não estaria comigo.
A questão é que esse sentimento nunca vai ser suficiente para que eu seja a escolha.
O fato é que não estou mais disposto a liberar carinhos e sentimentos à espera de algo que não vai acontecer.
Desde que nos conhecemos, deixei o bom senso de lado e coloquei, em todos os instantes, minha inteligência à deriva de meus sentimentos. Um erro grotesco!
Se não fosse assim eu teria enxergado todos os erros e sua falta de interesse desde o princípio, pois, o que me é exposto, é que tens a vida que quer e assim és feliz, a todo instante.
Como um bobo e romântico, acreditei no amor.

sábado, 6 de agosto de 2011

EGOísmoCentrismO...

Um sujeito egoísta é aquele que acredita que o mundo, inclusive as pessoas ao seu redor, foram criadas para ele e somente para ele. Uma pessoa egoísta – e todos são em maior ou menor medida – sofrem porque as outras pessoas não correspondem à sua expectativa.
O egocentrismo caracteriza-se pela fantasia de imaginar que o mundo gira em torno de si, tomando o eu como referência para todas as relações e fatos.
Não, eu não acho normal pensar sempre primeiro em sim do que no outro.
Porque viver apenas para nós mesmo se existem milhares de vidas ao nosso redor?
Não consigo mesmo entender...Gostaria muito de saber o que faz uma pessoa ouvir senão sua própria voz? Sentir senão sua própria dor? Entender senão seus próprios atos? O que, na realidade, faz uma pessoa ouvir, sentir e entender a si mesmo?Fazer pelos outros nos dar a certeza de que vamos permanecer imortal.
Porque não?

sexta-feira, 29 de julho de 2011

ConVIVER bem...

Viver é SIMPLES e Conviver é uma ARTE!
Dialogar é um dilema e decifrar quase sempre gera problema...
Mas o que todos querem mesmo é pintar um quadro, um quadro simples que marque cada passo de suas vidas...
Não podemos deixar de viver e, nesse caso, devemos sim dizer NUNCA, mesmo sabendo que nunca devemos dizer nunca...
Jamais desistir dos sonhos e sempre correr atrás do que pode até parecer impossível...
                                                                     

sábado, 2 de julho de 2011

Nada de Fim, sempre Começo!

Sempre escuto a expressão: fica tranquilo que no fim tudo dá certo. Tudo acaba bem.
Sim, e aí? Mas e quando é esse fim? Onde é esse fim? E que 'fim' é esse? Eu mesmo que não quero chegar ao fim, já pensou o que não é chegar ao fim? Acabar de vez e ficar sem destino, sem noção de onde ir, como e com quem...perturba qualquer um.

Quero sim que tudo dê certo, que tudo fique bem e realizar tudo que almejo das mais diversas maneiras.
Quero sim usar o meio adequado para chegar ao fim visado.

Mas nunca, nunca, chegar ao meu fim. Sempre, sempre, começar, ou até mesmo, recomeçar! Esse é o ponto!

sexta-feira, 1 de julho de 2011

o segredo é apenas um: SORRIR!

Pensar em estar só, ficar só, ficar com raiva da vida e passar a olhar o mundo como um buraco fundo e escuro no qual vivemos. Até que ponto isso faz sentido? Quando menos esperamos, descobrimos que esse mesmo buraco é ainda mais fundo e escuro. Então, nos decepcionamos muito, passamos a achar que nada mais vale a pena pensando que tudo é triste e sombrio da forma que imaginávamos com uma 'devida' certeza.
Nos fechamos, nos calamos, nos escondemos à espera de um milagre, que, sejamos bem sinceros, dificilmente irá acontecer. Porque? E milagres existem?
Só que um belo dia conseguimos de uma vez por todas enxergar que, existe sim um jeito de iluminar tudo. Algo simples, ao alcance de nossas mãos, que ilumina a todos por perto e que seria o primeiro passo para a felicidade. Simplesmente sorrir! Não que o mundo tenha que girar em torno disso. Não estou aqui dizendo para você sair por ai boqueaberto a  todo tempo, mas...é sempre bom dar o passo inicial. Isso faz com que qualquer um sinta-se bem.
Um belo sorriso transforma qualquer buraco, por mais fundo que seja ou tenha sido, em um belo paraíso. Uma força que vive dentro de cada um de nós, que 'vem' de dentro, e é preciso somente um estímulo para que se acenda, para que nasça e comece a brilhar de vez.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

sem Fim...

E o que dizer da solidão sem estar sozinho?
É aquilo que te puxa, prende, machuca e que você definitivamente não sabe como levar adiante.
Irracional, meio que fora do comum, mas, nos casos mais extremos está à frente de qualquer um.
E o que dizer da própria solidão? Simplesmente não tem o que dizer. Apenas maltrata.
Infinitamente vazio!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

sempre Sorria!

Está faltando alegria nessa bendita vida. Está faltando sorriso. Não se pode exigir alegria, claro, de quem acaba de passar por cima de uma crise como essas. Mas a questão aqui não é o hoje. Desde o início temos alguém que prefere se manter recluso e calado. A princípio era um alívio, afinal, antes havia expossição e se falava além da conta, mas, com o tempo, essa tal reclusão e o silêncio se acentuaram. Claro, sem dúvidas, em partes se refere a temperamento. Em outra parte, pode expressar o natural trem da vida de alguém que há muito não faz a mínima em estar com o outro e, de certa forma, se habitua a solidão, e talvez mesmo encontre prazer nela. As mãos ora se esfregam uma à outra, ora se cruzam, ora marcam encontro, as pontas dos dedos de uma nas pontas dos dedos da outra. O ritmo é estudado. Cada pequeno movimento reveste de forma minusiosa. Haja saco para digerir tal coisa. Está visivelmente difícil. Nunca é bom estar com alguém que não possa sorrir, não importa em que situação for.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

no LimiTe...

Enquanto nós não nos acertamos, esses desentendimentos irão sempre acontecer. Quando falo em acertar, quero dizer você resolver que tipo de relacionamento queres ter comigo. Algo mais sério sei que nem pensar, nós sabemos disso, mas, pelo menos saber ao certo o que represento para ti. Será que queres mesmo ficar perto de mim? Porque, para isso, pelo menos me respeitar é preciso.
Ontem fiquei muito alegre com a sua ligação. Eu vivia reclamando que não existia nenhum tipo de convite, e de repente...Sabes que fui para ficarmos juntos, mas, você não exitou em me deixar, talvez quisesse que eu me sentisse um nada.
Você costuma destacar a todo instante meus erros, mas nunca pensa que antes de um erro meu, você também possa ter errado. Aprender a reconhecer nossos erros é um passo importante. Procure ver também que as pessoas tem sentimentos e que, nem todo mundo, é frio o bastante para agir como você. Já disse que quero te ver feliz e, se necessário for, não apareço mais em sua vida mas, o mais importante pra mim é o seu bem-estar e a sua felicidade. O que não posso aceitar é ser maltratado. Diz que quer estar comigo mas não me considera. Diz pra mim que sou uma boa pessoa apenas para me manter por perto? Estou longe disso. Não quero isso. Tenho amizades, sei que tudo isso é mais que uma simples amizade e não estou nem um pouco interessado em separar as coisas.
Do mesmo modo que você já deve estar de saco cheio, eu também já estou no meu limite, queria apenas ficar como antes, o que na verdade, no momento, estou considerando impossível. Havia mais sinceridade aqui e tudo era feito para não magoar. Hoje, isso é totalmente inverso.
Depois de um dia intenso e ímpar, vai ficar o dito pelo não dito mas, tenha consigo que tudo que disse é verdade e, espero que de sua parte também. Estou fazendo o impossível para recuperar o que talvez já não tenha mais jeito, por isso chego ao ridículo, mas você, precisa demonstrar interesse.
Preservar o sentimento bom que tenho e não despertar outros seria o mínimo.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

ei, Pensa um poucO ai...

Venho aqui pedir a ti que pense nisso, que veja o quanto você também errou. Me mostra que não quer me perder, por favor. Para mim, vai ser doloroso ficar longe, porém eu não vou perder ninguém que goste de mim. Agora você, tá perdendo uma pessoa que te adora e é capaz sim de fazer tudo por ti.
Não quero ter você apenas pra namorar, é muito mais que isso. Quando fico contigo, quero aumentar nossa relação de afeto, para que eu possa ter alguém que goste de mim, para quando me sentir só poder contar com ela. Com você já tenho intimidade pra falar de qualquer coisa, tudo isso sem brigas. Não sei se expliquei direito, mas é muito mais que uma simples amizade. Mesmo sabendo que nunca será assim, gostaria sim que todos os dias fosses iguais àquele.
Sei que nada disso faz com você reflita e pense no que faz, mas, estou tentando dizer onde está errado. O começo do erro. Desculpe-me pelos meus. Se não nos acertarmos, vamos acabar com algo que na verdade nunca existiu.
Eu, na verdade, só queria ficar como antes, quando ficávamos há tempos, sem essa sensação que tenho que não sou mais ninguém pra você, que qualquer pessoa pode ser mais importante do que eu. Havia mais sinceridade de ti e também mais cuidado para não deixar mágoas...
Momentos maravilhosos e sobre isso tudo que falei é verdade, espero que de sua parte também. Estou fazendo o impossível para repetir tais momentos chegando mesmo ao ridículo, mas, você precisa demonstrar interesse. Não te custa nada preservar esse sentimento bom que tenho, despertar outro não seria nada inteligente.  
Se achar que ainda tem jeito sabes onde me encontrar, e me diz, de uma vez por todas, o que quer de nós.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

onde isso vai Parar?

Posso mesmo. Eu posso até ser tudo isso que você pensa, posso inclusive fazer jus às suas acusações, mas, uma coisa posso te afirmar, nunca te menti sobre meus sentimentos, principalmente quando dizia que todos eles pertenciam a você. De certo que sim, porém você, fingia que acreditava. Será que estava agindo da maneira certa? Ou será que não havia algo por trás de tudo?
Duvido que ainda encontre alguém como eu. Você tem que colocar de uma vez por todas na cabeça que as oportunidades vem e vão, e algumas delas são únicas, como essa que a vida resolveu te dar, me colocar no seu caminho. 
Tenho que pagar agora por 12 meses de erros mas, não pense que você está livre da culpa. É difícil acreditar no que você me disse ontem, mas tuas palavras tiveram uma força tamanha que ficarão gravadas na minha mente martelando por tempos e mais tempos...
Ainda assim venho aqui e escrevo, mesmo sabendo que você vai olhar pra mim e dizer: É tudo mentira!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

vida...que vida?

A vida é uma icógnita
E precisa ser
No dia que conseguirmos decifrá-la
Tudo perderá a graça! Nem tentem....

dúvida Traidora

Enfim, brigas e ofensas, tudo por ciúmes e posse, o que importava mesmo era o final, apesar de toda a 'pancadaria', do nosso jeito, tudo dava certo. Disso, tira-se que restava alguma coisa, que além de possessiva, era maravilhosa a nossa relação. Por alguns 'poucos' minutos ou, no máximo, duas horas, era possível sentirmos um ao outro, e isso, pra mim, tem alguns muitos significados. Significados estes, que, por motivos ou outros já não se deve argumentar.
Mas, triste mesmo é ver você com essa pretensão de achar fácil me excluir de uma parte da tua vida, esquecer de mim, que te fui fiel desde o início. Dos meus carinhos, que você, queira ou não, se esbaldava entre eles. Do meu sorriso, a cada bobagem que você fazia ou dizia. Da minha voz dizendo o quanto te amava, mesmo que bem baixinho no seu ouvido nas melhores horas do dia da nossa vida juntos.
Ei, cai na real. Foi bom demais pra ser esquecido. Guarda isso!
E tenha a certeza que um dia você vai precisar lembrar de todos os nossos ótimos momentos...
A raiva cega e faz com que tenhamos atitudes impensáveis. Sem dó nem piedade, diz-se e faz-se coisas que na verdade não se quer.
Você pensa que agindo dessa maneira se defende? Não sabe mesmo, que na verdade, só trás pra si, mais raiva, angústia e insatisfação. Não negue. É assim que você se sente, pois assim se sentem as pessoas que se dizem enganadas, magoadas...sem querer perceber as verdades que estão diante delas. Se achas que sou um 'inimigo', pois bem, aprenda a lhe dar com um. Não se intimide, não se negue a conviver com ele. É uma maneira estranha de dizer isso, mas, já que não queres perceber a verdade, que seja feita sua vontade!
Eu sei do que você precisa, e farei questão de dar-te, ou ao menos minha parte, pois como antes falava, continuo a repetir, amo tua pessoa, teus defeitos e qualidades!
Por isso hoje afirmo: Nada foi em vão nem vão! Pois ao que me diz respeito, tudo foi verdadeiro e se assim assino, valeu muito a pena, pois não existe meia questão.
Repito: Se fazer de vítima nesse momento é inoportuno. Relembra e principalmente refaz tuas atitudes. Você se conhece, então, seja mais você, acredita mais no que realmente quer. Não deixe essa raiva infundada te manipular, isso sim é um sentimento vão, sem rumo e que causa principalmente descontentamento e vazio.
Você tem amigos, tens a mim. Não sou eu, não fui eu quem te deixou assim...impossível perceber isso? Eu, estou aqui. Sempre vou estar...sem encontros, 'reencontros', nem mesmo troca de olhares. Eu estou aqui, olhando e vigiando.
Você merece isso. Você precisa disso!

segunda-feira, 30 de maio de 2011

será um Recomeço?

Há tempos venho tentando me afastar de você, mas, como no fundo não era isso que eu queria, acabava sempre voltando e te procurando. Até porque acreditava que poderia dar certo. Durante todo esse tempo vi você como uma pessoa boa e sempre muito sincera. Às vezes até demais e, pra mim, a sinceridade é uma virtude de poucos. Essas são algumas das razões pelas quais me envolvi por você.
Pela primeira vez notei que você não era aquilo tudo que eu imaginava, e comecei a dar razão à razão.
Passar por mim e não falar comigo, sequer cumprimentar, é uma atitude inexplicável, mesmo que você ache que tenha razões para isso, que, pelo que sei, não tem, mas não quero saber seus motivos, apesar de já imaginar, mas, nada justifica. Dias antes você estava normal comigo. E agora? Como será? Com você foi diferente. Não esperava esse tipo de atitude. Esse tipo de coisa de uma pessoa que eu gostava tanto, e você sabe disso melhor que ninguém. E além, uma pessoa a quem eu quero muito bem. Perceber que houve uma tentativa de me fazer sofrer, mostrou-me com não valia a pena nada do que fiz para ficarmos juntos, ou até mesmo poderia vir a fazer. Percebi também que nunca fui nada, e isso não foi tão bom assim.
Felizmente, desde aquele dia que me humilhei, coloquei na minha cabeça que, não vou mais sofrer e nem me importar contigo, esteja você com quem estiver. Se isso tivesse acontecido antes, com certeza eu estaria triste. Não posso dizer que não estou, pois detesto me decepcionar com as pessoas, com você então...Mas hoje, criei forças, nem eu mesmo sei de onde para agir de maneiras bem diferentes das que eu normalmente agiria.
Além disso, nas últimas vezes que te chamei para vir me ver, foram tentativas furadas, em vão. Escutei de ti inclusive umas desculpas nada convincentes. Notei então, que era melhor manter-me distante, que era assim que você queria. Depois daquele bendito 'dia' não íamos mais nos falar e ponto.
Contudo, aconteceu esse imprevisto e até agradeço por me avisar.
Bom, se eu precisava de razões para me afastar e esquecer, agora as tenho de sobra. O maior objetivo de estar aqui escrevendo é tentar transmitir isso. Para mim não há mais sentido ficar próximo nem por amizade, pois manter uma amizade sem consideração se torna praticamente impossível.
E como poderíamos ser apenas amigos?

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Desilusão

A verdade, a bem da verdade, é que não está valendo a pena todo o meu sofrimento, toda minha desilusão. São noites mal dormidas, 5 kg a menos e brigas em casa. Choros e mais choros todos os dias. Orgulho ferido e um ego que já não existe mais porque está totalmente destroçado. Sonho de uma forma esperançosa com a sua volta. Enquanto você tem tudo o que quer e todos à sua volta, a mim não resta nem um pouco de importância por conta do que fui e tive que passar.
Será que, em todo esse tempo eu estava com outra pessoa?
Surge uma oportunidade de consertar, você foge e bagunça tudo de uma maneira tal que me pergunto, será se vale a pena continuar com tudo isso?
Tenho certeza de tudo que disse, principalmente do fato de querer estar ao seu lado em todos os momentos. Sempre quis participar da sua vida e ficar ao seu lado. Você fala tanto em morte em tão pouco tempo de vida, e, até mesmo assim, eu estaria ao seu lado até o fim. Eu já havia decidido isso.
Mas não  foi a mim que você escolheu pra ficar, então, de que vale a pena insistir?
Depois da noite incrível que tivemos, acordei com a decisão de passar por cima de tudo e tentaria mais uma vez, mesmo você tendo me ofendido por várias vezes. Eu sempre te perdôo achando que haverá chance. Achei que a minha viagem fosse uma solução. Eu ia jogar tudo pro alto, esquecer críticas, que já existia outra pessoa, enfim, tudo o que foi feito e começar do zero. Lembra que na noite em que estávamos juntos você me perguntou se eu faria isso?
Mas existe uma burrice tão grande em mim, que, tudo foi planejado por uma pessoa só pois você jamais participaria do meu sonho. Você estava me enganando a todo instante.
O pior é que sei que não existe mais nada a ser feito.
Vai lá, acho que o 'adeus!' agora é de verdade. Não vou mais insistir em algo que não tem solução. Minha consciência está totalmente limpa e tranquila. Acredite no que quiser, mas, eu teria um pouco de cuidado. Já passei por isso e sei bem onde isso pode chegar.
Talvez, se for amor de verdade, ele ainda fique aqui, dentro de mim, mas, só pra mim.
Cuide bem da sua vida. Acho que escrevi tudo isso por mais uma tentativa insana e desesperada, mas, pelo visto, agora tudo se resolveu e estamos "livres para sempre".

ela vem Chegando!

Estás vindo sem pedir licença, assim como o oceano invade as praias e o sol as manhãs. Eu disse 'amém', pois, assim como somos obrigados a aturar a perda de pessoas queridas, a vida também nos dá a alegria da vitória. Da conquista.  
Uma pessoa nova em nossa vida tem vários significados, dentre eles, entender temperamentos, comparar possibilidades, ter medo de cometer os mesmos erros e acima de tudo, saber relevar os problemas.
Paciência para não se machucar.
Chegarás em outubro, mês de 'Nossa Senhora Aparecida', serás quente e abençoada!
Que venha cheia de saúde, paz, força e alegria. Ana Cecília!

quinta-feira, 26 de maio de 2011

em Desalinho

Seguinte: eu não tenho que ficar me justificando de nada não. Sei que durante toda a nossa relação houve honestidade e minha consciência não pesa em nenhum momento. Me dediquei a fundo mesmo sabendo que você não vê dessa forma. Todos nós cometemos erros, então me diga, porque só os meus não podem ser perdoados e esquecidos? Os seus eu tenho que passar por cima, não? E quanto mais você erra, pois isso não é uma excessão, mais eu escuto justificativas do tipo clichê: "todo mundo erra na vida". Por ironia do destino, você foi a pessoa que mais me julgou durante esse relacionamento. Logo você, a quem acredito ter sido muito importante. Às vezes, sendo que comigo quase sempre, acontece de se envolver só na relação. E mais uma vez isso aconteceu comigo. Não é preciso que eu fique aqui afirmando e reforçando o quanto me esforcei por nós dois. O que eu fiz antes de te conhecer não te afeta em nada, mas, mesmo assim, me pergunto o porque de tantas acusações. Será que foi tão marcante assim? Aconteça ou tenha acontecido o que for, sei que você sempre foi importante pra mim, e mais, nunca fiz nada contra ti. E, se sei disso, não tem porque temer apesar de você dizer por aí que, só acredita no que quer. Nossa vida só se tornou uma confusão por conta da minha história. Algo que nunca nos deixou em paz mas, tudo porque você fazia questão de não deixar. Até no último dia em que estivemos juntos você continuou pisando. Eu já estava no chão por conta de todas as ofensas e por conta de todo o ridículo que passei durante esse tempo, dia após dia, por conta dessa outra vida que você arrumou que, em pouco tempo, passou a ser o centro da sua vida, ai você vem e me torna definitivamente sem total importância de vez.
O que foi que aconteceu com a gente? Porque tudo isso? Era pra ter sido diferente de todas as outras já vividas por nós. Queria ter sido um recomeço pra você assim como foste pra mim.
E o que eu sempre quis ouvir de você, aconteceu muito tarde e por consequência de uma culpa.
Percebe-se que para provar isso nunca foi feito nada!
Continuaram as mentiras e quando eu pensei que essa sua nova vida fosse acabar, o que transparecia para o mundo era que estava apenas no começo.
Não me arrependo do pedido que fiz a você, porque simplesmente percebi que meu esforço de nada estava valendo. Acreditei mesmo que a gente se gostava, que íamos conseguir consertar tudo isso juntos.
E nada foi feito pra isso, vindo de você então!

quarta-feira, 25 de maio de 2011

que Lugar?

                           Me diz um lugar que eu fui, que eu vou e que eu possa ir.
Me diz ai um lugar que eu não fui, que talvez eu vá e que eu não sei se vou.
                                 Me diz, me diz ai um lugar.
                                                            Um só lugar.
                                                                                       Diz ai.
                                                                                                    Mas que lugar?
                                                                   Sei lá.
                             Contanto que seja lá.
                                                                 Mas que lá?
                                                O acolá...
                                                                                   Acolá?!
                                                                                                             É...
                                                                                Mas onde?
                                                          Pra'colá!
                                        Oxe, e eu sei lá...
                                                                                              Meu Deus, é só um lugar
                                                                                                                         E porque?
                                                                             Porque eu quero chegar.

terça-feira, 24 de maio de 2011

e a Borboleta partiu...

Ultimamente venho sentindo muito. Vem de dentro sabe. E me faz ter vontade de te obrigar a algo que não posso, nem quero. Só sei que sinto uma saudade enorme do calor do teu corpo. Teu cheiro. É incrível como "desse lado" percebe-se os menores detalhes. E eu os sinto como antes, só que não mais sendo meus. E isso, é o meu lamento, pois, tempos atrás eu sentia tudo em você. Tudo que em mim antes te chamava, hoje te implora! Porque hoje, eu apenas sinto incertezas. A única certeza que ainda posso sentir, é que você tá indo e eu tô ficando. E o pior, é que na verdade nem mesmo sei o porque. Será o danado? Sei lá, talvez ainda não seja "meu tempo", que é uma espécie de: preciso sentir só mais uma vez! E ai, nunca se sabe o que vem pela frente. Mas acaba que dando certo, sei lá! O que espero realmente, é que mesmo sem o danado do Amor (apenas algo parecido), ao acabar, reste um pouco e um muito de duas coisas essenciais: respeito e carinho. Não respectivamente mas, nessa mesma ordem, entendeu?
Ah, havia esquecido das melhores lembranças. Estas, mesmo que por pouco tempo, ficarão bem guardadas em mim. Alguns arranca-rabos também, mais tudo bem...
Tudo já valeu a pena. Você realmente me conquistou e conseguiu arrancar de mim o que mais temia. Palavras, frases feitas, não de um poeta qualquer, como você supõe, mas dos meus próprios sentimentos e das minhas próprias angústias.
Deixa tudo pra lá, como já se havia dito, o próximo segundo já é outro tempo e por ele já devem ter passado muita coisa. Amanhã ou depois já serão eternidade e quem sabe um dia, algo seja resolvido. Só o tempo pra resolver 'pendenga' de coração.
Mais, só por via de esclarecimento, amo você, ao meu ponto de vista. Tá?
BOA VIAGEM!

não Sei

Realmente nenhum homem gosta de discutir a relação. Eu poderia simplesmente dizer: existem certas coisas em mim e sobre minhas atitudes que não tem explicação. Está ai uma delas. Não, não somos inimigos. Não conduzo a minha relação como todas as outras, mas, a minha forma de pensar continua sendo a mesma. E ainda assim acho que poderíamos sim conviver no mesmo espaço, seja ele qual for. Não sei se é certo ou errado essa minha mania de não querer externar. Só sei que todos nós precisamos de 'algum tipo de paz'. Saber o que se passa não significa saber colocar pra fora. Nada se exclui do pensamento e da memória. Na verdade, acho que me sinto cansado de metades, de dias iguais ou até de mim mesmo vez em quando. E pra isso não tem terapia, não tem remédio, não tem cura!

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Vontade de te prender...

Fazer amor com você é lindo, sublime, encantador, esplêndido. Além de ser muito bom. Quando você me puxa os cabelos e morde a minha nuca, pode até me chamar de nomes que não escreveríamos. Nessa hora, não precisa me virar com delicadeza. Não é preciso sentir vergonha de ritmos animais. Estarmos à vontade, soltos, cúmplices, amantes, enfim, fazer com você é muito bom! Na hora e depois também. Chego a me excitar de novo só em pensar nos nossos momentos. Trepar por trepar. Que atiça nossa vontade, arrepia os pêlos, esquenta a coluna, me amolece o gingado e me molha o instinto. Uma vez fui à sua casa depois do trabalho. Dia cansativo e estressante. Você disse que eu precisava relaxar e fez. Me amou de um jeito gostoso. Me fez desestressar, relaxar e porque não dizer, gozar! Sei que a gente tem todo tempo do mundo, que se não der pra ser hoje, pode ser amanhã ou depois de amanhã. O importante é que seja pois, quero sempre que possível. Principalmente porque estar contigo me faz bem. Quero ser motivo de alegria, fazer com que seus olhos brilhem ao me ver, ao ouvir 'meu' toque no seu telefone. Quero logo ganhar um 'eu te amo'. Baixinho perdido no meio do escuro. Acordar ao seu lado, te dar beijos de boa noite, ficar de costela.
Embora estremecida, nossa relação tem solução.
Demos então uma chance ao amor...
Esse sim é o maior tesão, que faz o que fez hoje, acordar de forma apaixonada. Isso sim relaxa e cura qualquer mau humor. Ameniza todas as crises e me faz flutuar suficiente para ignorar abusos externos que não precisam me atingir. Não nos esqueçamos disso. Que a relação não fique de escanteio para que possamos sentir firmeza n'agente.

e eu Sei?

Dá ou não dá?
                    O que?
Pra me dizer de onde eu te conheço
                   Um dia, com muito esforço, você descobre..
Não tem como ajudar não...
                   Em que?
Dizer..
                  O que?
De onde eu te conheço...
                  Aaaaaa, nem lembrava mais.
Do que, de mim ou do que eu perguntei.
                  Na verdade, nem sei.

P.S.:

O importante é você ter esse pensamento e aquela vontade de surpreender, ter uma maneira nova de dizer que ama, sabe como é?
Só esse interesse pode alimentar a relação e já renova a paixão. Se você deixar de olhar para quem estar ao seu lado, as coisas terminam desandando. Apostar no inespertado, sempre.

me digam, e Ela?

Gosto do jeito 'descomportado' dela. Ela tem muita atitude, o que vem a cair bem com qualquer coisa e também serve para quebrar paradigmas. Caso contrário, não tem sentido. É uma 'estrela' e uma das melhores seja no que for a todo momento. Bonita e representa bem seus valores. E ela andava era descabelada, mas a vida fez com que ela ficasse assim. Interessante! Encanto...

quem DIriA

                                   E quem diria
                  
Que um dia

                     Eu fosse estar de dia
                             
Fazendo coisas durante o dia

               Salve..salve, porque hoje é meu Dia.
                            
a todos sempre, um belo Dia!

domingo, 22 de maio de 2011

e quem Ela pensa que é?

                                                                Ela
Quando dança, só tem olhos pra ele.
                                         Quando cuida, só tem olhos pra ele.
                                                                             Quando sente, é o maior coração do mundo!
          Quando escreve, se esconde.
                                                                                                   Quando sente, cala.
                   Quando gosta, mostra.
                                                   Quando sorri, brilha.
       Quando é amiga, sabe ser verdadeira.
                                                                                  Quando conquista, ganha.
                Quando chora, escurece.
                                                                   Quando fala, encanta.
                                                                                                 Quando surge, surpreende.
E quando olha? Nem precisa falar.
                                                   E enquanto existe...

sábado, 21 de maio de 2011

e o Mistério continua...

Mas voltando...

Sei que poderia, o tempo faria com que você percebesse isso, que seria bom. Eu sei que não seria fácil, a insegurança, seja em que sentido for, traz a angústia.
Sua convicção em dizer não é tamanha que chega a doer, saber o que não fazer gira em torno de uma infinita complexidade. Chato é saber que tudo pode ser em vão, vãos compromissos, vãos “aqueles” (que ainda se fazem presentes), sentimentos que, por muito acredito ser real. Nada tem valor que achávamos ter pois, se assim tivesse, que sentido faz-se hoje estarmos nessa situação? Não estarmos juntos?
Eu sei do que precisas. E farei questão de dar-te. Amo tua pessoa, teus defeitos e qualidades. E por isso afirmo: nada é em vão, pois ao que me diz respeito, tudo é verdadeiro e se assim assino, vale muito a pena, não existindo meia questão. Amor se dá como algo sem recompensa, sem volta e trás, apenas dar-se. Como uma canção, um beijo ou até mesmo um livro, uma caneta, qualquer coisa que possa ter um porque ou um uso. Uso?! Êpa!!! Contradições à vista! Mas não quero que você “ganhe” meu ‘amor’ sem que me dê um outro igual ao que tenho pra te dar, nem mesmo usá-lo. Mas seria bem pior se, por desuso, você o deixasse sozinho no fundo da gaveta.
Enfim, que tipo de amor tenho para oferecer-lhe? E conseqüentemente, qual seria o ideal a receber de ti?
Amar é bem complicado, principalmente quando visto literalmente. O engraçado é que todo mundo parece senti-lo facilmente, como se o conhecesse a fundo. Por via das dúvidas e para não correr risco de “falso profeta” em sair por aí pregando algo irreal, direi novamente o que já havia dito: gostar de alguém é mais do que um sentimento bom, é mais do que se sentir necessário e ter suas carências preenchidas. É quase uma experiência pessoal do bem-estar total, e cada um tem a sua maneira de sentir. És o meu plural, eu não saberia mais ser singular.
Bom, é isso, por enquanto não sei mais o que escrever, isso não quer dizer que não os tenha, apenas não sei mais como...

e Ainda assim, Acredito!

Só que eu acredito mesmo é em construir o próprio para-raios, de dentro pra fora sabe, com princípios, transparência, autoaceitação (o que inclui perdoar meus vários erros) e tanta generosidade quanto sou capaz. Quando sou fiel aos meus valores, sinto como se tivesse escudo, ao mesmo tempo que irradio minha energia pessoal.

Mistério de uma flor

Às vezes fico me perguntando por que. Acordei com uma dificuldade imensa de aceitar que o dia começaria cedo, e mais, que seria assim de agora em diante. Coisas de uma vida indisciplinada!
Mas a certeza de vê-la logo ao nascer do dia, me deixou animado e fez com que eu levantasse tocando em frente.
As possibilidades chegam a ser mínimas.
Mínimas que seria impossível especificar o tamanho.
Te ver no canto da sala que passaríamos a conviver e nada a fazer!
Seu sorriso, o próprio cartão de visita, encanta o espaço do qual fazemos parte. Telefones tocam, pessoas interagem, e o mesmo brilho é constante a todo instante.
Tocá-la? Pretensão demais.
Mas não impossível...
O otimismo nessas horas sempre toma conta e muitas vezes ainda fazemos algo mesmo sabendo que não vamos ser bem sucedidos.
E isso vai corroendo.
Eu poderia sim.
O tempo faria com que ela percebesse isso, que seria bom, sabemos que não é tão fácil. Insegurança.
Não sou tudo nem nada.
Faço sinais e ela fica sem entender.
Falar de amor seria fácil.
Mas se fosse apenas isso, até que não seria tão difícil assim, a questão é que isso de amar sem ser amado, se me permite o pleonasmo, ocorre da pior forma possível.
É algo que nunca foi reconhecido, testado, se assim podemos dizer.                               
Mais uma vez me pergunto porque.       
Mesmo machucado, a sensação do tal impossível faz com que se tenha mais e mais vontade de desvendá-la.
Uma felicidade pra mim, minha flor.




 

sexta-feira, 20 de maio de 2011

e-U

                    eu falo
                                         eu rio
            eu calo
                                                       eu choro
                                     eu saio
                                                                     eu paro
                                           eu volto
                    eu vejo
 eu ouço
                                                            eu sinto
                                       eu quero
               eu corro
                                                                     eu ando
 eu paro
                                                eu sou
                      eu sonho
                                                            eu voo
      eu acho
                               eu gosto.

E por falar em SONHOS, eu sonhei

Não há nada mais possível do que um sonho. Coisa que não tem preço, limite, hora, lugar, chefe. Não depende de ninguém. Então, por que não fazer isso mais vezes? Vamos quebrar o 'pau' da placa, jogar a bola pra cima e apostar no que vai dá. Qual a razão de escolhermos nossas fantasias de grandeza, sucesso e amor como se tivéssemos culpa ou vergonha ou, pior, como se achássemos que não merecemos? Passava na porta com minha mãe quando era pequeno e sabe o que ela dizia: sonha, meu filho! Qual o segredo? E quando os sonhos não se tornam realidade? É o caso da busca pelo corpo perfeito. Todos nós desejamos formas irretocáveis. Sonhar bem alto pra nunca mais parar!

Difícil de explicar

Mas eu acabei mesmo me dando conta que qualquer pessoa pode rir de si mesma. Outro dia eu estava pensando exatamente sobre isso: que escolho ser "infeliz" em milhares de momentos. Mas será que isso é algo só meu ou de uma geração inteira? Era a aflição do mundo. Hoje a gente não consegue se agarrar, é tudo muito rápido, é muita gente, é muita informação, você no fundo, no fundo, não tem a garantia de nada. E a ansiedade de ficar pensando: "O que vai acontecer amanhã? Essa pessoa ainda vai estar aqui?" Percebo que não sinto isso sozinho. Os laços são facilmente desfeitos. Não existe nada que segure duas pessoas fora o fato de elas se gostarem. É assustador uma pessoa se perguntar o que fazer da sua própria liberdade quando tem todas as possibilidades do mundo, você não sabe qual, quem e o que é melhor, e quer abraçar tudo de uma vez. As relações não tem mais consistência. O que prende uma pessoa a outra é quando os dois querem ficar juntos e todos nós aqui sabemos como é essa tal vontade. Isso é aflitivo, e se pensarmos demais, não conseguimos nos relacionar com ninguém porque a garantia de que aquela pessoa vai continuar gostando de você amanhã é mínima.

Não dormi, sonhei e já acordei

Ei
Me disseram que pra sonhar não precisa dormir
                               E a gente só dorme se sonhar é?
Sonhar?
Querem mais é fugir da realidade
                              Acorda mané
                              Porque dormir pra acordar não é tão necessário assim
Se liga Zé, vou voltar pro meu..ops...eu tava sonhando
                             Sonhando?
Acordei...dormi que babei..
                            Mas não foi só um cochilo?
Era pra ser né, 10 min..voltei...
Ok!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

o Viver


Já tive tempo suficiente para perceber que não gosto de roteiros. Posso até ser normal por fora, o que particularmente acho que não, mas vivo uma vida de delírios e questionamentos no meu interior. Não gosto de nada pouco, pequeno...
Quero tudo o que vejo e o que não vejo também. Quero até mesmo o que não sou capaz de entender. Quero muito, sem pressa de chegar ao fim...
Não nasci nem cresci pra viver de mais ou menos. Vou aonde o vento me levar. Por isso, não me venha com superfícies porque nada raso me satisfaz. Já estou indo mergulhar de roupa e tudo nesse infinito que é a vida. E rezar, se ainda assim acreditar, para se sair bem melhor do lado de lá.

Inspirado nos pensamentos de Fernanda Mello'

In

Como definir?
Saber escrever eu não sei
Não sei se sei
Se sei não sei
Aquela vaga idéia de paraíso

O impossível que se tornou possível
Algo inatingível, intocável
Hoje em minhas mãos
Falar de dias e noites?
Algo simples, bonito, variado
Gostoso de ser vivido
Aquilo que completa
Talvez um sonho que não gostaríamos de acordar
É querer devagar
ó Deus!
O que escrever mais?
Não dá...

Nunca se sabe - texto de 'a.b' - http://letslost.blogspot.com/

'E tudo aqui vai bem, caminho lento, contando os passos... apenas vivendo com a beleza de não saber o que me espera. Pulando alguns poços, caindo em outros, mas quem disse que cair não é bom? Ninguém sabe quem virá ajudar a levantar. Deixando pra trás quem merece ficar, olhos altivos, linha reta, cabeça erguida, vamos lá! Mais um dia, você acorda já cansado, pensando: "De novo isso?" minutos depois se pega sorrindo, lembrando de quantas vezes você já pensou assim, e no fim do dia apareceu uma surpresa boa.
O que quero te dizer é que o melhor ainda está por vir, e que ninguém pode prever quando ele chegará, por isso esperar não é o caminho, apenas viva um dia de cada vez, vezenquando as coisas chegam livres, pra quem está disposto, com as mãos e coração tranquilos.'


terça-feira, 17 de maio de 2011

Talvez

Talvez eu tente mesmo enganar você com minhas palavras bonitas e minha brincadeira de dizer verdades no meio de versos mal escritos do modo mais piegas que eu sempre quis e consegui fazer. Talvez eu tente mesmo fazer você imaginar que estava ao lado do melhor homem do mundo só pra te ver e te sentir mais tempo ao meu lado. Talvez eu faça tudo isso pra que você, mesmo chegando assim bem perto, não consiga perceber o poço de defeitos que eu sou e isso te leve a não mais voltar amanhã pra me pegar e a gente ir almoçar em qualquer lugar só pra eu te ver ajeitar minha faca na borda do prato novamente. Talvez eu nem seja o melhor companheiro do mundo, mas te ouvir dizer isso e tudo mais que você dizia quando falava do teu futuro esposo se referindo a mim, me faz realmente nem perceber que existe o resto do mundo inteiro pra gente conquistar ainda. É, talvez. Mas o melhor da minha incerteza em te enganar todos os dias, é ver a sinceridade nos teus olhos e sentimento verdadeiro que eu carrego no coração. Talvez a grande verdade e certeza que insista em se mostrar no meio desse cinza dos últimos dias seja mesmo essa dúvida que não se vai, nem se revela, nem nada. Talvez o que eu ainda não tenha entendido é que compreender o que se passa nunca foi realmente o meu forte e decidir, igualmente, não tem sido minha prática mais constante. E, no fim das contas, eu nem sei direito dizer quem eu sou ou o que está por vir, por isso tanta mudança, tantas coisas fora do lugar e, ao mesmo tempo, tudo do mesmo jeito. E a verdade, a certeza, o cinza, a decisão, o que eu sou ou qualquer coisa que não está assim colorida e claro aqui dentro, nem tem tanta pressa assim de ser desenhada. Deixa pra depois. Por enquanto, eu vou vivendo, vou indo, vou ficando. E mudando. Talvez. Ou não. Já é hora de tocar a vida...Acredite, tudo que aconteceu, aconteceu por um motivo muito forte...Meu sentimento mudou, agora é outro...aquele que eu achava sentir já está em outras mãos, nas mãos de quem insiste em não enxergar.

Eu sou...

Eu sou – MT2G

Eu sou o brinquedo que brincou, sou as gírias que usava. Sou os nervos a flor da pele no vestibular, os segredos que guardou sua praia preferida. Sou o renascido depois do acidente que escapou. Sou aquele amor atordoado que viveu.
Sou o abraço inesperado, a força dada para o amigo que precisa de sensibilidade ao gritar, o carinho que permuta, sou as palavras ditas para ajudar, os gritos destrancados da garganta, os pedaços que junta, sou o orgasmo, a gargalhada, o beijo, sou um corpo a se desnudar.
Sou a raiva de não ter alcançado, a impotência de não conseguir mudar, o desprezo pelo os que mentem, o desapontamento com o governo, o ódio que tudo isso dá, aquele que rema, que cansado não desiste, a indignação com o lixo jogado do carro, a ardência da revolta, sou tudo que se pode queimar.
Sou aquilo que reinvidica, o que consegue gerar através da sua verdade e da sua luta os direitos que tem, os deveres que se obriga, a estrada por onde corre atrás, serpenteia, atalha, busca e pleiteia.
Só não sou o que come e o que veste. Sou o que requer, recruta, rabisca, traga, goza e lê. Sou o que ninguém vê.

Adaptação do texto “Você é” de Martha Madeiros